DOI: 10.17151/eleu.2021.23.1.20
Cómo citar
Villela Iamamoto M. (2021). Proyecciones profesionales acádemicas y de investigación para el servicio social en américa latina y en el caribe frente al desafio de la crisis mundial. Eleuthera, 23(1), 381-399. https://doi.org/10.17151/eleu.2021.23.1.20

Autores/as

Marilda Villela Iamamoto
Universidad del Estado de Rio de Janeiro
a@hotmail.com

Resumen

El tema es abordado considerando la crisis del capital y las fuerzas de resistencia en la actualidad. Sitúa al Servicio Social en la división del trabajo, señalando la articulación entre proyecto profesional y trabajo asalariado y las tensiones ahí presentes. El texto presenta un breve panorama de las desigualdades y de la pobreza en América Latina en un contexto de crisis y los desafíos al Servicio Social Latinoamericano. La formación y la investigación en Servicio Social tiene especial destaque, y se finaliza con las conclusiones.

ABESS/CEDEPSS. Proposta básica para o projeto de formação profissional. Serviço Social & Sociedade: O Serviço Social no século XXI, ano XVII, n. 50. São Paulo: Ed. Cortez, 1996.

AMARAL, A. S. A política nacional de pós-graduação e suas relações com o Serviço Social. Revista Katálysis. Florianópolis, v. 15, n. 2, p. 230-238, jul. /dez. 2012.

ANDRADE, C. D. Mãos Dadas. In: Carlos Drummond de Andrade. Poesia e Prosa. Volume Único. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983.

BECK U. Autodissolução do risco da sociedade industrial: que isso significa. In: Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna, São Paulo: Ed. UNESP, 1997a.

________: A reinvenção da política: rumo a uma teoria da modernização reflexiva. In: Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: Ed. UNESP, 1997b.

_________ La sociedad del riesgo: hacia una nueva modernidad, Barcelona: Ed. Paidós 1998.

_________ La sociedad del riesgo mundial. Em busca de la seguridad perdida. Barcelona: Ed. Paidós, 2008.

BEHRING, E. R. Brasil em contra-reforma. Desestruturação do Estado e perda de direitos. São Paulo: Ed.Cortez, 2003.

BEHRING, E. R.; e BOSCHETTI, I. Política social: fundamentos e história. São Paulo: Ed.Cortez, Col. Biblioteca Básica de Serviço Social, vol. 2, 2006.

CHAUÍ, M. Em torno da universidade de resultados e de serviços. Revista USP Dossiê Universidade Empresa. São Paulo, nº 25, marmai. 1995b. p. 54-61.

___________ Reforma do ensino superior e autonomia universitária. Serviço Social e Sociedade. 20 anos, nº 61. São Paulo: Ed. Cortez, nov. 1999, p. 118-126.

DURIGUETO, M. L. e BALDI, L. A. de P. Serviço Social, mobilização e organização popular: uma sistematização do debate contemporâneo. Revista Katálysis [online]. 2012, vol.15, n. 2, pp. 193-202. ISSN 1982-0259. http://dx.doi.org/10.1590/S1414- 49802012000200005

DURIGUETTO, M. L Movimentos sociais e Serviço Social no Brasil, pós anos 1990: desafios e perspectivas. In: DURIGUETTO, M. L. e ABRAMIDES, Movimentos sociais e Serviço Social: uma relação necessária. São Paulo: Ed.Cortez, 2014, p. 177-194.

FERNANDES, F. A Revolução Burguesa no Brasil. Ensaios de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Ed. Zahar, 1975.

GRAMSCI, A. Maquiavel, a política e o Estado moderno. 3. ed. Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 1979.

___________ A concepção dialética da história. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1981.

_________. Cadernos do Cárcere. Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 2001.

HARVEY, D. O enigma do capital e as crises do capitalismo. Rio de Janeiro: Ed. Boitempo, 2011.

HOBSBAWM, E. A era dos extremos. O breve século XX 1914-1991.São Paulo: ED. Companhia das Letras, 2009.

IAMAMOTO, M. V e CARVALHO, R. Relações Sociais e Serviço Social. Esboço de uma interpretação histórico-sociológica. 41ª ed. São Paulo: Ed. Cortez. 2014.

IANNI, O. A Questão Social. In: A Ideia do Brasil Moderno. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1992.

GUIMARÃES, A. P. A Crise Agrária. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1979.

FITOUSSI, J. P., e ROSANVALLON, P. La nueva era de las desigualdades. Buenos Aires: Ed. Manantial,1997.

GIDDENS, A. As consequências da modernidade. 2ª ed., São Paulo: Ed. UNESP, 1991.

__________A terceira via. Reflexões sobre o impasse político–cultural e o futuro da social democracia., Rio de Janeiro: Ed. Record, 2005.

GIDDENS, A. e PIERSON, C. Conversas com Anthony Giddens. O sentido da modernidade. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 2000.

GIDDENS, A., BECK, U. e LASH, S. Modernização reflexiva. Política, tradição e estética na ordem social moderna. 2ª reimp. São Paulo: Ed. UNESP, 2007.

MARX, K. O Capital. Crítica da Economia Política. 5v. São Paulo: Ed. Nova Cultural, 1985.

MOTA, A. E. Cultura da crise e seguridade social. Um estudo das tendências da previdência e da assistência social nos anos 80-90. São Paulo: Ed. Cortez, 1995.

NETTO, José Paulo. Cinco notas a propósito da questão social. Temporalis n. 3. Brasília, DF: Ed. ABEPSS, 2001.

PIKETTY, T. O Capital no século XXI. Rio de Janeiro: Ed. Intrínseca Ltda, 2014.

__________A economia da desigualdade. Rio de Janeiro: Ed. Intrínseca Ltda, 2015.

ROSANVALLON, P. La nueva cuestión social. Repensar el Estado providencia. Buenos Aires: Ed. Manantial, 1995.

_______________. A crise do Estado providência. Goiânia: Ed. UnB, 1997.

SALAMA, P. Pobreza e exploração do trabalho na América Latina. São Paulo: Ed. Boitempo, 1999.

BOSCHETTI, I; SALVADOR, E. Orçamento da seguridade social e política econômica. Perversa alquimia. Serviço Social & Sociedade. São Paulo, n. 87, p. 25-57, 2006.

WACQUANT, L. As prisões da miséria. Rio de Janeiro: Zahar Ed., 2001

YAZBEK, M. C. Pobreza e exclusão social: expressões da questão social. Temporalis: ABEPSS, ano III, n. 3, jan./jun. 2001

TELLES, V. S. No fio da navalha: entre carência e direitos. Petrópolis: Ed. Vozes, 1999.

Fuentes electronicas

AGÊNCIA BRASIL. Desigualdade na América Latina segue em ritmo muito alto diz Cepal. 2017. Disponível em:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2017-05/desigualdade-na-america-latina-segue-em-ritmo-muito-alto-diz-cepal Consultado el 15 mayo. 2018

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL; ABEPSS. Somos assistentes sociais prontos para “resistir e fazer brotar a flor viva”. 2018. Disponible en: http://www.abepss.org.br/noticias/somos-assistentes-sociais-prontos-paraesistir-e-fazer-brotar-aflor-viva-197 Consultado el 15 mayo. 2018.

CHESNAIS, F. As raízes da crise econômica mundial. 2012,. Disponível em: http://centrovictormeyer.org.br/wp-content/uploads/2014/01/As-ra%C3%ADzes-da-criseeconomica-mundial-Fran%C3%A7ois-Chesnais.pdf Consultado el 02 octubre. 2017.

COMISIÓN ECONÓMICA PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE. Agenda 2030 y los Objetivos de Desarrollo Sostenible. Una oportunidad para América Latina y el Caribe.
Disponible en https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/40155.4/
S1700334_es.pdf?sequence=18&isAllowed=y Consultado el 25 mayo. 2018.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL; CONSELHOS REGIONAIS DE SERVIÇO SOCIAL. Serviço social é notícia: Informativo anual do conjunto CFESS – CRESS. Brasília, nº
4, mai. 2018. Disponible en: http://www.cfess.org.br/arquivos/2018-ServicoSocialNoticiaSite.pdf , Consultado el 15 mayo. 2018.

HOBSBAWM, E. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/reporter/2008/10/21/crise-expoe-perigo-defortalecimento-da-direita-diz-hobsbawm.htm, Acesso em: 02 out. 2012.

ONU;CEPAL. Panorama social da América Latina. 2016. Disponível em: https://www.cepal.org/pt-br/publicaciones/41738-panorama-social-america-latina-2016-documento-informativo, Consultado el 25 mayo. 2018.

PNUD. Progreso multidimensional: bienestar más allá del ingreso. 2016. Disponível em: http://www.latinamerica.undp.org/content/rblac/es/home/presscenter/pressreleases/2016/06/14/reca-da-de-millones-de-latinoamericanos-a-la-pobreza-es-evitable-con-pol-ticas-publicas-denueva-generaci-n-pnud.html , Consultado el 28 mayo. 2018.
Sistema OJS - Metabiblioteca |